Um amor que não deu certo

25 outubro 2017

Olá chiquérrimas e chiquérrimos!
Tudo bom?

Na vida é mais normal a gente ter mais amores que deram errado do que os que deram certo, né?

Vou contar um pouquinho de alguns amores que também deram errado comigo, como acontece com todo mundo! kkkkk


Tenho várias histórias, mas essa é uma das que mais me marcaram e geralmente quando algo marca muito a gente é porque doeu muito quando acabou.

Eu conheci essa pessoa em um momento que eu estava muito carente, sabe aquela fase que você acha que o universo está contra você, você é a pessoa mais horrorosa do mundo, está cheia de problemas, então, foi bem nessa época...
Quando você está nessa fase, não é bom se relacionar com ninguém, porque você transforma aquela pessoa na sua “tabua de salvação”, chegou o meu “príncipe encantado” e por conta disso, você acaba mergulhando de cabeça em um relacionamento que se você estivesse numa fase melhor da sua vida, com autoestima lá em cima você jamais teria se envolvido com essa pessoa, mas tudo bem, ficou de experiencia e eu posso estar aqui contando para vocês não é mesmo?

Sabe aquele homem que você acha perfeito, que gosta das mesmas coisas que você, que te elogia, te coloca lá em cima! Esse homem era assim, achei que tinha encontrado minha alma gêmea, eu achava ele um gato, beijava maravilhosamente, o perfume dele era surpreendente, tinha uma coisa de pele mesmo entre a gente, mas agora eu vou contar o principal defeito que ele tinha: era comprometido.
As coisas na vida são assim, não são da forma como a gente deseja...
Eu nunca imaginei que um dia eu pudesse assumir essa posição de amante, nunca desejei isso para mim e nunca quis o mal de ninguém, ser “a outra” não é uma posição confortável.
Se você já tem no seu consciente que isso é errado, você jamais ficara feliz com essa situação.
No começo eu aceitava, mas depois já estava incomodada com aquilo e comecei a conversar com ele sobre isso, que eu desejava apenas que esse relacionamento fosse apenas nós dois, que ele deveria tomar uma atitude, já que me amava tanto, não  era justo a gente permanecer assim escondidos... Sabe o que aconteceu?

Na primeira oportunidade que ele teve de se afastar de mim ele fez, não teve coragem de conversar e confessar para mim que desejava manter o seu relacionamento. O desejo dele era permanecer com as duas, pois do jeito que estava para ele era muito bom.

Chiquérrimas, eu nunca sofri tanto por uma pessoa, como eu sofri por esse cara!
Ele me abandonou na cara dura! Fugiu mesmo! Inventava mil historias para não me encontrar, ou só que queria me encontrar em motéis, pois desejava me manter nessa função de sua amante. Quando notei isso, bloquei meu celular para não saber absolutamente mais nada sobre ele. Nada mesmo e assim permaneci durantes todos esses anos...

Eu chorei por aproximadamente 2 anos sem parar, vocês têm noção disso?
Não sabia que um luto amoroso demorava tanto tempo para cessar, não teve um dia nesse período que eu não lembrasse dele. Eu chorava em qualquer lugar, na rua, no trabalho, no ônibus, no banho, foi desse jeito mesmo, um mar de lágrimas que representavam minha tristeza pelo fim desse relacionamento.

No começo me culpava por tudo, por que eu insisti para ele terminar com a outra, por que eu fiz isso, agora eu estou aqui sozinha, e ficava assim me martirizando dia após dia...
Depois comecei a lembrar que ele tem direito as escolhas dele e se era desejo dele não se relacionar comigo de outra forma, era um direito dele.
Com o tempo deixei de me culpar pelo termino e aceitei que não era para ser ele, pois ele já tinha outra pessoa e eu não cabia mais ninguém naquela história, ele nunca me escondeu sobre a existência da outra pessoa  e eu aceitei assim.

Hoje digo para vocês que não me culpo e também não o culpo, ele só teve a reação de um homem que se sentiu acuado, pressionado e fez a escolha dele, o desejo dele era ter uma amante e eu não pude representar isso para ele por muito tempo, mas acredito com certeza que ele deve ter encontrado outra pessoa para fazer esse papel, pois ele é um homem muito sedutor.

Relações amorosas sempre mexem com a gente e dependendo do resultado delas a gente pode acabar com coração quebrado literalmente.
Na época li muitos Blogs de auto ajuda e peguei algumas dicas para conseguir superar essa depressão que eu estava.

Segue algumas delas:

1. Ao pensar na pessoa, enfatize suas características negativas. Assim você vai se sentir sortudo, pois saiu desse relacionamento.

2. Reflita sobre o fato de que as relações nunca podem funcionar a menos que ambas as pessoas estejam dispostas a fazê-las funcionar.

3. Mantenha-se ocupado. Nada melhor do que o tempo para se livrar de um amor que se tornou um trauma. Ela e sua equipe de pesquisa descobriram que as pessoas que tinham sido rejeitadas no amor mostraram atividade reduzida ao longo do tempo no paládio vental, uma área do cérebro associada com sentimentos de apego. Ou seja, o velho ditado é comprovado cientificamente.

Segui um pouquinho dessas dicas a cada dia e consegui superar esse fim de relacionamento tão triste.

Eu digo para vocês, é dolorido, é amargo, é choroso, é triste mas passa, pode demorar, mas passa... Estou aqui para afirmar isso para vocês!

Na época não tinha com quem conversar, só lia textos de pessoas que já haviam passado por isso, mas com o meu blog quero fazer diferente, quero poder conversar com pessoas que possam estar passando por isso que eu passei. A nossa dor ninguém tira, mas só de ter com quem conversar sem julgamentos já é uma grande coisa né?

Vou ficando por aqui,
Me deixa um comentário contando a sua visão sobre términos de relacionamento.
E se quiser ajuda, estou aqui!

Beijão!


Link do site que eu peguei essas dicas